DEPARTAMENTO DE MEDICINA

O Departamento de Medicina tem como principais objetivos reafirmar as atividades que têm sido desenvolvidas ao longo do percurso da AEICBAS e reintroduzir exposições inovadoras que consideramos relevantes no percurso do Estudante de Medicina.
A DAEICBAS, respondendo aos desafios, pretende estabelecer um contacto de proximidade com os Estudantes de Medicina, ouvindo a sua voz, bem como assegurar uma formação mais completa e multidisciplinar. Para que cada estudante formado no nosso Instituto, seja o que Abel Salazar gostaria, um Médico que nem só de Medicina Sabe, mais humano, consciente e preparado para a realidade médica.

EQUIPA

Vanessa Vicente_1

Vanessa Vicente

VOGAL
Tomás Estevinho_1

Tomás Estevinho

VOGAL
Inês Fonseca_1

Inês Pereira

VOGAL
André Fernandes_1

André Fernandes

VOGAL
Beatriz Lagarteira_1

Beatriz Lagarteira

COORDENADORA

Cerimónia da Bata Branca – A Cerimónia Da Bata Branca é uma celebração dirigida aos alunos do 3º ano do Mestrado Integrado em Medicina que transitam para o ciclo clínico, dado que a partir desta data, o Centro Hospitalar Universitário do Porto será, na maioria do tempo, o local de aprendizagem major.  As cerimónia tem como principais objetivos a consciencialização e promoção da Humanização dos Cuidados de Saúde, através do incentivo da proximidade da relação médico-doente e ainda, a sensibilização acerca das responsabilidades que o início deste novo ciclo implica.

Curso de Medicina Legal e outras Ciências Forenses – O Curso de Medicina Legal e Outras Ciências Forenses é composto normalmente por sete sessões, que decorrem uma vez por semana, ao final do dia, durante o primeiro semestre. Este curso possibilita um contacto mais próximo com uma área de interesse crescente, a Medicina Legal, bem como permite a aquisição de novos conhecimentos relativamente às outras Ciências Forenses. Para isto, conta com a presença de especialistas nas várias áreas que integram este curso, permitindo conhecer a realidade da Medicina Legal em Portugal, bem como a participação na discussão de casos-clínicos reais. Além de ser muito acarinhado pelos estudantes icbasianos é aberto a todos os estudantes, assim como a todos os que estejam interessados em aumentar o seu conhecimento nesta temática.

Med On Tour – Medicina na Periferia – O MedOnTour- Medicina na Periferia proporciona uma oportunidade ímpar aos estudantes do 2º ao 6º ano do MIM, de promoverem sessões de educação para a saúde e de rastreio de factores de risco cardiovasculares junto da comunidade de vários municípios do Norte e Centro de Portugal.

        Para este fim, é dedicado um fim-de-semana, normalmente no 2º semestre, que possibilita a prática de conhecimentos adquiridos ao longo do curso, o complemento da sua formação e a vinculação da relação médico-doente. Além disto, oferece aos estudantes a partilha de experiências e o contacto com uma população particular e mais carenciada de cuidados de saúde. Por último, a Medicina na Periferia permite ainda o convívio entre estudantes de diferentes anos, fomenta o trabalho de equipa e a troca de conhecimentos.

Os estudantes podem ainda participar na Comissão Organizadora, que abre logo no primeiro semestre. Descobre mais no nosso facebook.

Hospital dos Pequeninos – Esta é uma iniciativa, especialmente dedicada às crianças dos 3-6 anos, através de uma simulação do modelo de consulta médica, com recurso a um “brinquedo/peluche doente”. Esta atividade possibilita  que as crianças desmistifiquem o medo e a ansiedade do contacto médico e, por outro lado, os estudantes de Medicina, um contacto direto com “doentes” da faixa etária infantil, bem como auxiliem nas técnicas envolvidas, através da simulação do exame físico, de exames complementares de diagnóstico, das terapêuticas médica e cirúrgica.        

        Esta atividade conta também com a colaboração da Faculdade de Medicina Dentária, de Farmácia e da Faculdade de Ciência da Nutrição da Universidade do Porto, dado que a saúde e o desenvolvimento da criança são de facto multidisciplinares e transversais a todas estas áreas e, deste modo, entendemos que esta experiência será uma mais valia para as mesmas.

        Os estudantes podem ainda participar na Comissão Organizadora desta atividade, que abre logo no início do primeiro semestre.

Mais informações na nossa página de facebook.

Formação para Rastreios – Estas sessões de formação para rastreios têm uma duração aproximada de duas horas e contempla duas partes distintas, uma teórica e uma prática. Na primeira é feita de forma sumária, uma exposição teórica do tema e dos procedimentos técnicos que serão postos em prática na segunda parte, através de estações de treino.

Esta atividade é também essencial para a participação em outras atividades desenvolvidas pela AEICBAS, tais como o Medicina na Baixa e o Medicina na Periferia ou ainda, pela ANEM ou pela Universidade do Porto.

+ Medicina – O + Medicina são um conjunto de workshops ou sessões paralelas distribuídas aos longo do ano-letivo, que visam a consolidação e o alargamento dos conhecimentos aprendidos previamente nas diferentes Unidades Curriculares do MIM.

        Estes workshops podem incidir nos mais diversas áreas, tendo em conta as temáticas que foram abordadas nas edições anteriores, bem como, dar a possibilidade de exploração de temas inovadores que complementam o currículo médico.

IAC PENSAR NO FUTURO – IAC Pensar no Futuro é uma das atividades mais recentes da AEICBAS e visa simplificar escolha do local do internato pelo IAC, através da realização de uma sessão de esclarecimentos.

        Esta sessão tem uma duração média de 4 horas, sendo realizada, no sábado após a Prova de Acesso à Especialidade e conta com a presença de Médicos Internos do Ano do Ano Comum, que apresentarão de forma orientada, os centros hospitalares de maior interesse para os estudantes icbasianos. No entanto, esta atividade é aberta a todos os novos internos ano comum do país e as apresentações são posteriormente disponibilizadas.

Medicina na Baixa – O projeto Medicina na Baixa é uma atividade inovadora, que pretende ser, à semelhança do Medicina na Periferia, um conjunto de sessões ao longo do ano letivo de rastreio gratuito à população sénior da cidade do Porto.        

        Esta atividade conta com a parceria a Bacelar, local onde são realizados os rastreios pelos estudantes de Medicina do MIM do ICBAS. Para a participar nesta atividade é necessário ter realizado a Formação em Rastreios para participar nesta atividade.

        Os estudantes podem ainda participar na Comissão Organizadora, que abre logo no início do primeiro semestre.